Quais os tipos de apólices de seguro para transportes?

As apólices de seguro para transportes são uma forma de proteger o transportador de alguns riscos no trajeto, como acidentes, roubos e avarias na carga. Conheça os tipos de apólices existentes e os benefícios que eles trazem para a transportadora.

Apólices de seguro para transportes

Seguro Transporte Nacional: uma das apólices de seguro para transportes

Esse seguro tem como objetivo cobrir possíveis danos e prejuízos causados à carga transportada, seja por vias aéreas, terrestres ou marítimas. A contratação do seguro pode ser feita em apólices avulsas (uma para cada viagem) ou apólice aberta (que contempla várias viagens).

Independente da escolha, todos os tipos de seguro garantem proteção para a circulação doméstica das mercadorias. O título cobre acidentes com os veículos, sejam eles provocados por colisão, capotagem, abalroamento, tombamento, incêndio ou explosão. O roubo de cargas por assalto à mão armada ou desaparecimento (quando o automóvel é furtado junto) também é coberto pelo seguro.

RCTR-C (Responsabilidade Civil do Transportador Rodoviário de Carga)

Este seguro garante ao transportador rodoviário o reembolso dos gastos que ele teve por conta de prejuízos causados às mercadorias de sua responsabilidade durante o percurso. A apólice cobre acidentes, como colisão, capotagem, abalroamento, tombamento, incêndio ou explosão. A cobertura é válida para todo o território nacional.

Este tipo de seguro é obrigatório para todas as empresas que trabalham com transporte de carga.

RCF-DC (Responsabilidade Civil Facultativa do Transportador Rodoviário por Desaparecimento de Carga)

Esta outra apólice de seguro para transportes garante segurança às transportadoras contra os roubos de cargas durante o trajeto. A cobertura abrange furto por ameaça grave ou violência, assim como quando acontece o desaparecimento de carga, ou seja, quando o veículo também é levado pelos assaltantes.

A complexidade da apólice e o seu preço depende do tipo de transporte usado, mercadoria, embalagem, perecibilidade, destino, frequência de ocorrências, valores indenizados e tipo de cobertura, por exemplo, completa e parcial.

Diferentemente do RCTR-C, o RCF-DC não é obrigatório. Então, fica a cargo da empresa de transporte decidir se quer ou não contratar o seguro.

A ajuda da tecnologia

A tecnologia pode ajudar a otimizar os processos nas transportadoras e facilitar a rotina do gestor de frota. Com o módulo Custos do Gestran ERP, é possível integrar toda a gestão de gastos e realizar consultas e análises mais precisas, e de maneira ágil.

Para rastrear em tempo real os veículos que estão em trajeto para a entrega da mercadoria, o módulo de Logística e Rastreamento é o indicado. Ele é integrado ao rastreador contratado para monitorar a frota de caminhão e auxilia no acompanhamento do caminhão e da carga.

As apólices de seguro para transportes conferem segurança na hora de transportar uma carga, tanto para a transportadora quanto para o condutor do veículo. Aliado à isso, a tecnologia do Gestran ERP contribui com a otimização da gestão da frota facilitando o trabalho do gestor. Entre em contato com a Gestran e solicite uma demonstração gratuita do sistema.

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever-se  
Notificação de