Quais os principais riscos do transporte de cargas e como evitar

Com o alto fluxo de documentações, demandas e informações, as transportadoras estão sujeitas a riscos que podem prejudicar o transporte de cargas.  Para que o gestor fique preparado para lidar com os principais obstáculos que possam surgir, listamos abaixo os principais riscos do transporte de cargas e como evitá-los.  

1. Condição das estradas

Algumas situações, como a imprudência de outros condutores, infelizmente não podem ser previstas para você conseguir garantir a segurança dos seus motoristas. Contudo, diversos fatores de riscos, como estradas precárias e que apresentam uma alta taxa de roubo de cargas, podem ser minimizados ao se planejar rotas.

Para ter certeza que este trajeto vai ser o melhor, um sistema de gestão de transportes pode ajudar a roteirizar os trajetos. Com o software é possível encontrar as rotas que sejam mais seguras para o destino final da entrega, diminuindo os riscos de acidentes e assaltos.

2. Problemas com sobrecarga

O excesso do peso de carga é um dos maiores responsáveis pelos acidentes nas estradas, como tombamento de veículos. Para evitar este tipo de problema, o planejamento é fundamental. Além de roteirizar os trajetos, o gestor também precisa avaliar algumas características do frete, como destino, peso e dimensões.

3. Falta de capacitação dos motoristas

Muitos dos acidentes que acontecem nas estradas são causados por falta de conhecimento e capacitação dos motoristas em momentos de riscos. Para manter as operações seguras, a transportadora deve estimular uma cultura de direção defensiva e realizar constantes treinamentos.

Os sistemas de gestão de transporte permitem que o gestor consiga acompanhar o desempenho de cada um dos motoristas de caminhão em relação ao consumo de combustível, distância percorrida, entre outros.

4. Frota sem manutenção

Para realizar a viagem em segurança, os caminhões realizar a manutenção preventiva periodicamente. O uso de um software para transportadora facilita o controle e monitoramento das revisões realizadas na frota, além de contribuir para um melhor controle do consumo de combustível e rodízio dos pneus.

5. Roubos de carga

Os números de roubos de carga são alarmantes no Brasil. Nos 44 primeiros dias do ano de 2017 o Brasil teve mais assaltos a mercadorias do que o registrado o ano todo em 25 países da Europa, Canadá e Estados Unidos.

Para lidar com este risco, as transportadoras estão investindo na capacitação dos motoristas de caminhão e em tecnologias de monitoramento e rastreamento de frota. Muitos assaltantes criam armadilhas, como fingir estarem acidentadas, para os condutores pararem e o roubo acontecer. A orientação é que os motoristas evitem ao máximo parar em lugares escuros e vazios.

Estes cuidados listados acima são essenciais para evitar os principais riscos do transporte de cargas, garantir a segurança do condutor e também ter a certeza de que a carga vai chegar ao destino final sem avarias. Além dos treinamentos, a empresa também pode investir em sistemas de gestão para otimizar todos os processos logísticos dentro da transportadora. Para saber quais os benefícios que o Gestran ERP traz, clique aqui e solicite uma demonstração do sistema.

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever-se  
Notificação de
0 Compart.
Compartilhar
Compartilhar
+1