Renovação da frota: saiba a hora certa de fazer

Saber a hora certa de renovar os veículos da frota é um desafio para o gestor de frotas.

Esperar que o automóvel ou caminhão comece a apresentar problemas pode gerar mais despesas e prejudicar a qualidade do serviço prestado, saindo mais custoso do que a renovação em si.

Para evitar estes problemas, listamos dicas para que empresas de transporte saibam identificar a hora certa para fazer a renovação da frota.

Renovação da frota

1. Gasto excessivo com combustível

A alta depreciação do veículo e a perda de eficiência refletem diretamente no consumo do combustível.

É importante controlar este gasto para identificar desvios de padrão.

Se algum dos automóveis ou caminhões estiver gastando acima do normal, chegou o momento de realizar a manutenção.

Que indicará a necessidade de comprar um novo veículo ou não.

2. Aumento nas manutenções

Para garantir a segurança das operações, todos os veículos precisam passar pelas manutenções preventivas.

Mas, se a necessidade de revisões aumenta repentinamente, atenção: a situação pode indicar a necessidade de atualizar a sua frota.

Levar o automóvel frequentemente para a manutenção eleva os custos da transportadora.

Além das despesas com a parte mecânica, também há o gasto com o veículo parado e a perda de produtividade.

3. Perda na qualidade de atuação

Empresas que possuem frotas de veículos precisam seguir um padrão de qualidade.

Como garantir ao condutor um veículo seguro e ao cliente o cumprimento do prazo determinado.

Veículos antigos podem ser prejudiciais nesses dois sentidos porque consomem mais combustível.

Além de não ter a mesma potência se comparado a um novo e precisam de revisões constantes.

Esses fatores dificultam a distribuição da carga e aumentam os riscos do motorista durante o trajeto.

4. Novas necessidades do negócio

Todas as empresas almejam que seus negócios cresçam.

E é comum que a frota adquirida no começo dos negócios já não seja o suficiente por muito tempo.

Sendo assim, analise quanto e como os seus veículos estão sendo usados.

Identifique se é o momento de aumentar a frota ou substituir um automóvel que está dando mais prejuízo do que lucro.

Além de controlar os seus veículos, é essencial administrar a quantidade de pedidos que a transportadora está recebendo.

Assim, fica mais tranquilo controlar que não vai gastar a toa com a renovação da frota.

5. Desgaste natural antecede a renovação da frota

Mesmo que a transportadora tenha um criterioso cuidado com a manutenção da frota, todo veículo tem um desgaste natural.

Por exemplo, o motor de um caminhão costuma durar milhares de quilômetros antes de precisar de alguma correção.

Ao longo do uso, ele começa a desgastar mais e as revisões ficam ainda mais caras.

Quando a despesa com manutenção é elevada, renovar a frota acaba sendo mais econômico (a longo prazo).

Seguindo estas dicas, empresas de transporte e logística não terão dificuldade em identificar qual é a hora certa de fazer a renovação da frota.

Um sistema de gestão também pode ajudar a controlar a frota e saber quando realizar manutenções e troca de veículos.

O módulo Controle de Frota dentro do TMS da Gestran, cruza informações de consumo de combustível, desgaste de pneus, manutenções, além de fornecer dados de receitas e despesas dos veículos para otimizar os resultados dos veículos e equipamentos da frota.

Solicite uma demonstração gratuita.

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever-se  
Notificação de
217 Compart.
Compartilhar217
Compartilhar