Como ler um pneu: saiba interpretar as informações técnicas da lateral

Aprender como ler um pneu exige bastante interpretação! São tantos números, códigos e letras que muitos transportadores e caminhoneiros podem ficar confusos sobre o significado de cada item. Mas fique tranquilo: nós vamos esclarecer todas as suas dúvidas sobre a leitura das informações de pneus.

Como ler um pneu: saiba interpretar as informações técnicas da lateral

Número de fogo

Para realizar o controle de pneus da sua frota de forma adequada é importante que eles tenham uma identificação para facilitar o controle do patrimônio da empresa. O número de fogo nada mais é do que uma marcação realizada no pneu por meio de um ferro quente.

O número de fogo deve ser carimbado na área com o texto “Brand Tire Here” (em português, “Marque o pneu aqui”). Geralmente essas indicações vêm acompanhadas da logomarca ou das iniciais empresa para evitar falsificações ou troca por pneus de outra marca quando a peça estiver em manutenção ou recapagem.

DOT

As três letras DOT significam “Department of Transportation. Elas indicam que os pneus estão regulamentados conforme as normas do Departamento de Transportes Americano. Seguido delas vêm as letras que representam a fábrica onde a peça foi produzida.

Como ler um pneu para saber a data de validade?

Logo após o DOT e as letras da origem de fábrica, encontram-se 4 números que representam a data de fabricação do pneu – a maioria tem validade de cinco anos a partir da data de fabricação.

Os dois primeiros indicam a semana e os dois últimos o ano. Por exemplo, o número 1914 indicaria que o pneu foi fabricado na 19ª semana de 2014. Neste caso, a data de validade encerra na 19ª semana (maio) de 2019.

Altura x Largura

A relação entre altura e a largura do pneu é em porcentagem. As marcações /50, /60, /70 mostram que a altura do pneu equivale a uma determinada % da largura do mesmo. Por exemplo: a inscrição 250/50 “16 indica que a altura tem 50% da largura do pneu.

Pneus Radiais

Os pneus que apresentam a marcação “R” em sua lateral possuem um alinhamento radial de cordas dentro do pneu. Ele possibilita maior resistência na rodagem sob velocidades elevadas, melhor aderência e um maior conforto na condução.

Diâmetro

O diâmetro de um pneu é medido em polegadas e determinado pela medida diagonal entre as extremidades do diâmetro interno. Cada polegada tem 25,4 mm. Ou seja, se a peça apresenta o número 15, significa que tem 381 mm. As medidas mais comuns variam entre “10 e “22,5.

Banda de rodagem x sulcos

Os sulcos dos pneus são canais esculpidos na banda de rodagem da borracha na parte que mantem contato com a pista. Em dias de chuva, a água da pista entra por estes canais e é expelida por baixo do pneu, mantendo a estabilidade e a segurança do veículo na estrada.

Temperatura

É medida em testes de laboratórios, que simulam o pneu na cidade e rodovias. O objetivo é mensurar a temperatura em que ocorre a degradação da peça. O temperature é expresso pelas letras A, B e C. A corresponde ao índice mais alto.

Traction

É a aderência do pneu em uma pista molhada, medida através da frenagem em uma pista molhada e em linha reta. O índice traction é descrito pelas letras A, B e C, que são os índices mais baixos. No caso, AA representa o índice mais alto.

Simétrico

É caracterizado por uma seta, a qual o lado específico para montagem. Geralmente esses pneus são para uso em pista seca, pois a borracha tem maior aderência quando entra em contato com o solo.

Assimétrico

Os pneus assimétricos são exclusivamente para uso em pista molhada, pois os sulcos são fabricados para o escoamento de água, sendo mais resistentes à aquaplanagem. O desenho da banda de rodagem é diferente, sendo a metade de um jeito e o restante em outro formato.

Direcional

É definido por um desenho padrão na banda de rodagem para que rode no veículo em uma única direção.

Certificação do Inmetro

Os pneus aprovados pelo Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial) garantem um padrão mínimo de desempenho.

Índice de carga

É o peso máximo suportado sobre cada pneu. Existe uma tabela padrão que relaciona a capacidade de carga do pneu e sua pressão de ar, conforme a imagem abaixo. Ou seja, se um pneu possui índice de carga de 70, não pode suportar mais que 335 kg pa para que se mantenha em bom estado.

Índice de peso
Peso em kg
Índice de peso
Peso em kg
Índice de peso
Peso em kg
Índice de peso
Peso em kg

20

80

55

218

79

437

101

825

22

85

58

218

80

450

102

850

24

85

59

243

81

462

103

875

26

90

60

250

82

485

104

900

28

100

61

257

83

487

105

925

30

106

62

265

84

500

106

950

31

109

63

272

85

515

107

975

33

115

64

280

86

530

108

1000

35

121

65

290

87

545

109

1030

37

128

66

300

88

560

110

1060

40

136

67

307

89

580

111

1090

41

145

68

315

90

600

112

1120

42

150

69

325

91

615

113

1150

44

160

70

335

92

630

114

1180

46

170

71

345

93

650

115

1215

47

175

72

355

94

670

116

1250

48

180

73

365

95

690

117

1285

50

190

74

375

96

710

118

1320

51

195

75

387

97

730

119

1360

52

200

76

400

98

750

120

1400

53

206

77

412

99

775

54

212

78

425

100

800

Índice de velocidade

A mesma coisa vale para a velocidade máxima que um pneu deve rodar. Abaixo a tabela com os símbolos x velocidade máxima permitida.

Índice de velocidade
Vel. em km/h
Índice de velocidade
Vel. em km/h
Índice de velocidade
Vel. em km/h

A1

5

D

65

Q

160

A2

10

E

70

R

170

A3

15

F

80

S

180

A4

20

G

90

T

190

A5

25

J

100

U

200

A6

30

K

110

H

210

A7

35

L

120

V

240

A8

40

M

130

ZR

>240

B

50

N

140

W

270

C

60

P

150

Y

300


Leia também: Saiba a diferença de controlar os Pneus de frota via Planilha de Excel e Sistema Web