Como calcular os serviços de transporte de cargas

Gastos com manutenção de frota, combustível, pneus e salários são só algumas das variáveis que fazem parte da composição do preço cobrado pelos serviços de transporte de cargas. Saiba como calcular o valor final com as dicas que a Gestran preparou.

Transporte de cargas

Como calcular os serviços de transporte de cargas?

Antes de definir um valor a ser cobrado, é importante traçar um diagnóstico do mercado, estudar todos os custos envolvidos no transporte, analisar a concorrência e identificar os pontos positivos e negativos da empresa. Por exemplo, o preço de uma transportadora que investe em tecnologia e qualificação profissional é superior àquelas que não utilizam esses recursos.

1. Analise os custos fixos e variáveis

A formação do preço só deve acontecer depois que todos os custos (fixos e variáveis) tenham sido levantados. Esse cálculo deve ser revisado constantemente, pois os gastos podem sofrer variações ao longo do tempo.

Os gastos fixos são aqueles que não variam de mês para mês, por exemplo, o sistema de rastreamento de frota. Já os variáveis mudam de acordo com a carga e as rotas escolhidas, como o custo com combustível. É necessário considerar o tipo de carga, a distância do destino e o prazo de entrega na hora de precificar o valor do serviço. Uma forma de simples de fazer essa análise é simular a rota previamente.

2. Frete-peso, frete-valor e taxas complementares

O custo de transporte de carga é baseado em três taxas: frete-peso, frete-valor e taxas complementares. A primeira opção está diretamente ligada aos gastos operacionais diretos e indiretos (despesas fixas e variáveis). A segunda compreende os custos de gestão de riscos, como acidentes, roubos e perdas. Por último, a terceira incluem os gastos com impostos, pedágios e ITR (Incremento ao Transporte Rodoviário).

Taxas importantes

Na hora de calcular o preço cobrado pelo transporte de mercadorias é necessário levar em conta o valor de algumas taxas que fazem parte do serviço.

1. Ad Valorem

O Ad Valorem tem como objetivo cobrir os riscos que a transportadora pode correr durante o trajeto. O valor é calculado em cima do preço da carga, os custos que compõem essa taxa incluem:

  • RCTR-C (Responsabilidade Civil sobre o Transporte Rodoviário de Cargas) – seguro para acidentes. É obrigatório ao transportador;
  • RCF-DC (Responsabilidade Civil Facultativa do Transportador Rodoviário por Desaparecimento de Carga) – seguro para roubos. É facultativo ao transportador.

2. GRIS (Gerenciamento de Risco em Transporte Rodoviário de Cargas)

O cálculo dessa taxa é baseado em uma porcentagem no valor da nota fiscal. O GRIS tem como objetivo proteger a carga de acidentes, extravios e roubos.

3. ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços)

O ICMS é o imposto cobrado pelas operações de circulação de mercadorias e prestação de serviços de transportes entre municípios e estados.

Uso da tecnologia no cálculo

O módulo TMS – Sistema de Gerenciamento de Transporte, dentro do Gestran ERP, é uma ferramenta que automatiza atividades rotineiras da transportadora. Nele, você adiciona os dados solicitados e o sistema, automaticamente, calcula o valor ideal a ser cobrado pelos serviços de transporte de cargas. O processo fica muito mais simples, rápido e confiável.

Calcular os serviços de transporte de cargas não precisa ser uma tarefa complicada. Entre em contato com a Gestran para saber mais sobre como a tecnologia pode ser fundamental nesse processo.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of