6 passos para uma gestão de frota eficiente

Conquistar uma gestão de frota eficiente não é uma tarefa fácil. É preciso administrar as informações de todos os veículos da empresa, acompanhar qual o estado e a capacidade de cada caminhão, saber onde estão e para onde vão, prazos para cada manutenção, trocas de peças e assim por diante. Tudo isso focando em economia para evitar gastos desnecessários e tornar a frota da empresa mais lucrativa possível.

6 Passos para uma Gestão de Frota Eficiente

Se você trabalha com transportes e logística e está buscando mais inteligência em suas operações, confira a seguir os 6 passos para uma gestão de frota eficiente:

1. Estabeleça metas

Para que a gestão de frota seja eficiente é necessário traçar objetivos para mobilizar todos os envolvidos na operação a trabalharem no mesmo sentido. O ideal é montar um planejamento com metas atingíveis e apresentar a equipe para incentivar a redução dos custos com manutenções, sinistros e combustível, por exemplo.

2. Manutenções

A manutenção de frota é um dos pilares mais importantes para uma gestão eficiente. Já falamos aqui no blog sobre os principais tipos de manutenção, que são: preventiva, preditiva e corretiva. Cada uma delas envolve uma série de detalhes que podem levar tanto a gastos desnecessários como à prevenção de custos extras no futuro. Por isso, é importante controlar prazos para cada serviço a ser realizado.

3. Invista em segurança

Um bom gestor de frotas também deve ficar atento à segurança dos veículos, dos motoristas e das cargas. Um veículo com o acompanhamento frequente do estado de conservação dos pneus é exposto a menos riscos na estrada. Além disso, é importante instalar equipamentos de segurança como bloqueadores e rastreadores via GPS para garantir que o prejuízo não será tão grande em caso de furtos e roubos.

4. Planeje rotas para uma gestão de frota eficiente

O planejamento de rotas ajuda a poupar tempo, combustível e desgaste da sua frota. Um bom plano prevê percursos com tráfego intenso, rotas alternativas e possíveis desvios. Mas lembre-se: nem sempre o caminho mais curto é o menor. Preste atenção nas condições da pista, volume de tráfego, existência de pedágios e de locais para descanso dos motoristas, quando necessário.

5. Equipe qualificada

Planejamento, segurança e manutenções são importantes, mas uma equipe qualificada é fundamental. Por isso, não deixe de investir no treinamento e qualificação da sua equipe, desde o motorista, que precisa entender como e porque deve se preocupar com sua performance na estrada, que pode aumentar ou reduzir o consumo de combustível e desgaste de pneus, até a equipe envolvida na operação de manutenções, trocas de peças e processos administrativos e demais setores que podem interferir diretamente nos custos finais.

6. Invista em ferramentas de apoio

Para poder treinar a equipe com base em dados plausíveis, conte com uma mãozinha da tecnologia. Use ferramentas de apoio como sistemas de controle de frota que fornecem indicadores precisos que auxiliam nas tomadas de decisões e que ajudam também a otimizar os processos que afetam a gestão.

Leia também: Gestão de Frota: reduza em até 25% os custos com recapagens e aquisição de novos pneus.

 

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of